quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Culpa e Graça


Algum tempo atrás eu li a história de um menino que estava atirando pedras com seu estilingue. Ele nunca acertava seu alvo. Assim que retornou ao quintal de sua avó, ele espiou um pato que a senhora criava. Por impulso, ele mirou e atirou. A pedra acertou o alvo e o pato morreu. O menino entrou em pânico e escondeu a ave numa pilha de madeira apenas para olhar para cima e perceber que sua irmã Sally havia visto tudo. Após o almoço naquele dia, a avó pediu que Sally ajudasse a lavar os pratos. Sally respondeu: "Johnny me disse que gostaria de ajudar na cozinha hoje. Não é mesmo Johnny?" E ela sussurrou para ele: "Lembre-se do pato!". Então Johnny ajudou a lavar os pratos. Que escolha ele tinha? Pelas próximas semanas ele esteve frequentemente na pia. Algumas vezes pelo seu dever, algumas vezes pelo seu pecado. " Lembre-se do pato" Sally sussurrava quando ele relutava. Um dia ele decidiu que qualquer punição seria melhor do que ter de lavar mais pratos, então ele confessou ter matado o pato. "Eu sei Johnny" sua avó disse, enquanto o abraçava. " Eu estava na janela aquele dia e vi tudo acontecer. Porque eu te amo, eu o perdoei. Fiquei imaginando por quanto tempo você permitiria que a Sally o escravizasse." (Steven Cole, "Forgiveness," Leadership Magazine, 1983, 86.)

Ele havia sido perdoado, mas ainda acreditava ser culpado. Por que? Ele deu ouvidos as palavras de seu acusador. Você também tem sido acusado. Tem sido acusado de desonestidade. Tem sido acusado de imoralidade. Tem sido acusado de ganância, ira e arrogância. A cada momento de sua vida, seu acusador lança acusações contra você. Até mesmo seu nome, Diabolos, significa "caluniador". Quem é ele? O diabo. Conforme ele fala, você apenas concorda. Você não tem defesa. As acusações dele são justas. "Eu alego culpa, meritíssimo" você diz. "A sentença?" Satanás pergunta. "A pena pelo pecado é a morte" explica o juiz, "mas nesse caso a morte já ocorreu. Pois Cristo morreu em seu lugar" Satanás de repente se cala. E você de repente se enche de alegria. Você percebe que Satanás não pode acusá-lo. Ninguém pode acusá-lo! Dedos podem apontar e vozes podem exigir, mas as acusações contra você caem como flechas atingindo um escudo. Nada mais de pratos sujos. Nada mais de penitências. Nada mais de irmãs perturbadoras. Você esteve perante o juiz e o ouviu declarar: " INOCENTE".


Max Lucado [Tradução: Rafael Gomes]

9 comentários:

Fernando disse...

Esse Lucado é baum heim... texto bom demais!

O atormentor sempre quer nos apontar,nos culpar... mas ele é dirigido pelo autor do filme,o autor da vida!Que por sua vez permite, em algumas cenas, que o atormentor "atue".Diferente de qualquer roteiro,o diretor na cena principal "via cruzes" já revelou o final da historia, e em vez de letreiro branco com fundo preto o sangue vermelho foi quem decretou o final desse filme!

Valeu Deusss!!!

bju marry!
continue na luz ai mew!

Malabei disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
~* Luuh disse...

Meu bemm!! :)

e é assim que Ele vem... com tanto amor, nos dizendo que já sabia. Pq Ele sempre sabe até onde somos capazes de ir e oq somos capazes de fazer.
E com esse mesmo amor Ele nos perdoa, nos ensina e nos mostra a verdade...inocententes não por merecimento, mas pela graça.

Te amo.

Ivan disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rafael disse...

Eh sempre bom vir aqui e encontar textos q aumentam o nosso conhecimento espiritual !!!
Continue sempre atualizando hein !!! Parabéns por este blog !!
Continue sempre com essa seriedade...DEUS sabe cada passo que vc dah buscando exaltar e glorificar o nome dEle...sua postura firme eh um exemplo para todos os jovens q buscam seguir a Cristo...seja sempre essa pessoa alegre q leva a luz por onde passa...

Fica com DEUS

Ivan disse...

Sorry. Look please here

Duran disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

Zulkijora disse...

See HERE

Zulkijora disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.